NÚMERO DE INFECTADOS NO VIGÉSIMO DIA DO CORONA NO BRASIL É MAIOR QUE NA ITÁLIA NO MESMO PERÍODO




O jornal Folha de S.Paulo, na sua edição desta quarta-feira (18), compara os casos de pessoas infectadas com o coronavírus nos primeiros 20 dias no Brasil (a contar do primeiro paciente infectado aqui no final de fevereiro) com os mesmos primeiros 20 dias a contar do primeiro infectado nos países europeus e asiáticos. Confira abaixo essa comparação do Brasil com os demais países, que pode ser um indicativo que mereça toda a atenção das nossas autoridades.

PRIMEIROS 20 DIAS/CASOS CONFIRMADOS
BRASIL – 291
Itália – 3
Espanha – 2
EUA – 13
Irã – 8 mil
Coréia – 60 mil

O que pode explicar esses números altos na Coréia do Sul são os testes realizados no país, que, no início, mesmo que os resultados apresentassem sintomas leves, os pacientes eram considerados infectados pelo vírus. Na Coréia do Sul foram realizados 250 mil testes em uma população de 51 milhões. Por outro lado, a falta de testes explica o número baixo de infectados, por exemplo, no EUA, nos primeiros 20 dias do primeiro infectado naquele país. No Brasil, foram realizados 11 mil testes até agora, segundo o Ministério da Saúde. Aqui, os testes são realizados apenas em pacientes que apresentam sintomas graves. O alto número no Irã se deve à falta de estrutura no sistema de saúde, e , consequentemente, à falta de testes.

SITUAÇÃO NA ITÁLIA
O número de mortes na Itália subiu 16% nas últimas 24 horas. Os italianos contam 2. 503 mortos. O total de casos confirmados subiu de 27.980 para 31.506 também em apenas 24 horas. O país tem 600 mortes a menos contabilizadas em relação à China, que vive o surto desde novembro de 2019.

Se você gostou desta notícia, mande seu contato no formulário abaixo.
O deputado Ricardo Madalena quer criar um canal direto com você.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *